Archives For Eventos

Achou o título complicado? Pois foi dessa maneira que me senti nas últimas 5 reuniões. Não vou falar aqui o nome do cliente, mas, vou contar essa história que ficou bem interessante, ainda estou vivendo essa experiência, vou relatar para vocês os primeiros acontecimentos.

Um belo dia um amigo me liga: – Sam, preciso de você, tem um site com sistema pra você fazer. Eu que não nego fogo e nem jogo dinheiro fora aceitei na hora: – Onde é? como? quanto? e o que devo fazer?

Aí veio o meu erro, a última pergunta não foi respondida, quer dizer, respondida em partes: – Sam, é o seguinte, fechei com uma empresa um site simples, só layout mesmo e html, nada demais, mas, o dono depois resolveu que iria querer um sistema, aí pegou, eu não faço sistema e lembrei de você, quebra esse ganho aí, olhe, eu já peguei R$ 1.000,00 reais do layout e você cobra o sistema, agora, não cobre caro não, pois o layout ele já pagou.

E eu acabei fazendo por dois mil, só para ajudar um amigo. – Tudo bem, deixa eu ver o layout, é só isso é, notícias, enquete, galeria de fotos, ah tá blz, eu tenho pronto.

Eu lembrei daquela piada da promoção, que o funcionário reclama por que fulano foi promovido e ele não. Quando foi questionando, o chefe faz um teste na mesma hora: – Vamos fazer o seguinte, vou mostrar a você porque ele recebeu a promoção, vá lá na feira e compre banana para fazer uma vitamina, tô de rango. – Sim senhor chefe.

O funcionário padrão, mais velho na empresa, foi na feira e não achou a misera da banana, voltou para a sala do chefe e disse: – não tinha banana patrão.

Ele aí chamou o funcionário recém promovido: – Fulano, vai lá na feira e compre banana para fazer uma vitamina. O fulano foi e voltou com dois sacos de frutas, e uma sacola do supermercado. – Chefe, eu fui na feira e não tinha banana, mais aí, na frente tem um mercado e como já tinha visto que lá vendia fruta, eu acabei comprando melão, abacate e farinha lactea também, como eu tinha dúvida sobre os ingredientes, liguei para o escritório e perguntei a sua secretária, ela prontamente aprovou a compra. Aqui estão seus ingredientes.

Moral da história: Seja proativo você só tem a ganhar.

Voltando a minha história, eu fui proativo, veja o desfecho:

O cliente já tinha aprovado o layout, só estava esperando o sistema, mas, cá pra nós, o layout estava uma merda, então, eu resolvi fazer um por conta própria.

E fiz, crente que estava abafando, pensava, broquei, caralho, de fuder, mostrei pra minha mãe, minha namorada, elas acharam lindo e comentava: tava inspirado, broquei, na moral, eu sou o Michael Phelps do layouts.

PORRA NENHUMA, gritava meu inconsciente, depois da resposta da cliente: – Está verde demais.

Que ódio da desgraça e eu já tinha perdido a calma na primeira das três frustações que ainda viriam, imagine.

Tudo bem, meu consolo é que eu fui treinado nos campos de concentração do ITAIGARA, ambiente perfeito para treinamentos de estagiários e convívios com seres que não sabem nada de informática, clientes de todos os tipos e seres repugnantes.

Usei todos os meus conhecimentos artísticos de fireworks, degradê, vetor cortado, layout redondinho, background de mapa antigo… canguru perneta e as porras, até chegar ao layout que seria aprovado. Não agora… por que esse, a misera do cabrunco, da desgraça não aprovou. ARGUMENTO: – Eu não gostei.

– NÃO GOSTOU DE QUÊ DESGRAÇA, FALA PORRA!!! Eu não perguntei isso, pensei em perguntar. Na verdade a pergunta foi: – o que você não gostou?

– DE TUDO, NÃO FOI NADA DISSO QUE EU PEDI.

Rapaz… eu só não meti o notebook na cada da desgraça porque eu paguei em 12 vezes e custou caro.

Já não aguentava mais tanta ignorância, até que veio a luz. Convoquei uma reunião com o dono e quem mandava na empresa, simples.

Mostrei os três layouts que tinha feito e para minha surpresa ele gostou do layout da variação entre o segundo e o terceiro que fiz na tarde do segundo dia de trabalho. Resumindo, eu tinha publicado o layout para apresentação e não tinha salvo as alterações. Burrice da desgraça. Tudo bem, estava chegando ao fim.

Enviei para aprovação, então, a misera entrou no msn hoje 14/05/2009, e começou a questionar tudo o que eu tinha feito DE NOVO…. eu comecei com paciência… mas aí… eu não aguentei…. liguei para o chefe dela… e… para minha surpresa: – Saint Clair, tudo bem cara, ficou muito bom, está aprovado. Rapaz, eu nem acreditei… Fiquei no limbo… – E outra coisa, quem decide sobre o layout sou eu, não dê ouvidos a FULANA não.

MORAL DA HISTÓRIA 2:

Monte a desgraça do layout fudido que seu amigo fez e se livre de problema.

Pois é pessoal a ADBA – Associação das Agências Digitais da Bahia está promovendo um evento que se auto-denomina o “1º Encontro de Profissionais da Web Baiana” com o tema: Google Adwords: Muito Além da Busca. Tudo bem que o palestrante é conceituado, chamado “Henrique Russowsky“, formado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com especialização em marketing pela University of California, Berkeley. No Google desde 2005, hoje atua como Gerente de Relacionamento com Agências.

Não sei o que ele irá falar lá que é tão diferencial assim, para se pagar R$ 100,00 reais, mas, convenhamos, é só ler as explicações no próprio site do AdWords que qualquer um fica fera em publicar links patrocinados de empresas. Tem livros bem interessantes, eu mesmo comprei um livro “Google Adwords a Arte da Guerra: a Batalha nos Links Patrocinados” que me ajudou bastante, li antes de abrir o site, pois quando abrir, estava tudo lá. Não recomendo a compra de livros sobre estes tipos de serviços.

Pra quem acha que eu tô falando besteira, visitem o site, se inscrevam lá, participem e me digam depois como foi a palestra. Agora, entrem no site do http://adwords.google.com primeiro dêem uma lida lá sobre o assunto e vejam se valeu a pena gastar os R$ 100,00 reais paga ganhar brindes da locaweb e netgate.

Este site vai salvar muitas vidas, veja porque. Quem nunca precisou converter um arquivo de vídeo, de áudio, algum documento, ou alguma imagem. Pois bem, esse site resolve uma grande variedade de possibilidades.

O youconvertit.com converte diversos tipos de arquivos, fiz um teste simples pra ver se funciona mesmo, peguei uma imagem no formato .JPG e converti para o formato .TIF.

O site dá a opção de até 5 arquivos por vez. Depois de subir o arquivo ele já faz um filtro por compatibilidade, no meu caso tinha, PNG, TIF, GIF… dentre outros formatos, eu escolhi TIF.

O resultado da conversão do arquivo é enviado por e-mail, quer dizer, ele envia um link por e-mail para você clicar e abrir em outra página. Nessa página vem a opção do download do arquivo convertido.

Na segunda aba vem a conversão de vídeos, muito interessante e útil também, basta colocar o link do youtube, video.google.com e metacafe, estes são os sites que ele suporta, e escolher o tipo de conversão.

O site suporta diversas extensões, confira a variedade:

Arquivos de vídeo: 3GP, ASF, AVI, FLV, MOV, MP4, RM, SWF, MPEG e MPG.

Arquivos de áudio: AAC, AIF, MP3, RA e WMA.

Documento: CSV, DOC, EPDF, EPI, EPS, EPS2, EPS3, EPSF, EPSI, EPT, HTM, HTML, INFO, ODG, ODP, ODS, ODT, OTG, OTP, OTS, OTT, PDF, POT, PPT, PS, PS2, PS3, PSD, RTF, SDA, SDC, SDW, SHTML, STC, STI, STW, SVM, SXC, SXD, SXI, SXW, TXT, VOR, XHTML, XSL, XLT.

Imagem: ART, AVS, BMP, CIN, CUR, CUT, DCM, DCX, DIB, DPX, EMF, EXIF, FAX, FITS, GIF, GRAY, ICB, ICO, ICON, JNG, JP2, JPC, JPEG, JPG, MIFF, MNG, MONO, MPC, MSL, MTV, MVG, OTP, P7, PALM, PBM, PCD, PCDS, PCL, PCX, PDB, PFA, PGM, PICON, PICT, PIX, PNG, PNM, PPM, PTIF, PWP, RLA, RLE, SGI, SUN, TGA, THUMBNAIL, TIF, TIFF, TIM, UYVY, VDA, VICAR, WBMP, WMF, WPG, XBM, XCF, XPM, XWD, YUV.

Arquivo ele converte para: 7Z, ACE, ARJ, BZ2, BZA, CAB, GZ, RAR, TAR, TGZ, YZ1, ZIP.

Quem busca conversão de WMA para MP3 ou DOC para PDF aqui é o lugar certo.

Who seeks conversion to MP3, WMA or DOC to PDF here is the right place.

Pela terceira vez fui ao evento, e depois de Bechara ter me influenciado em 2005 com o Web Standards, hoje também tive uma grata surpresa em duas palestras. Michel Lent e André Matarazzo. Antes de falar sobre estas duas palestras, vou comentar um pouco sobre as duas regionais.

Palestra 01Vitor Perrone, da dois pontos, com o tema: coisas que um Webdesigner precisa fazer na hora de “vender seu peixe”. Muito boa a sua palestra, iniciou maio nervoso, mais com um conteúdo muito bom e fez me lembrar diversas situações que vivenciei com meus clientes, onde, no início muito bem explicado por Vitor também “quebrei a cara”, atrasar projetos, não atender o cliente que te ligou, e diversas Situações que se eu tivesse uma palestra dessas quando eu tinha 20anos, iguais a muitos lá hoje, talvez não cometesse alguns erros.

Logo depois foi a palestra de Michel Lent da agência 10 minutos, o tema dele foi: WEB 2.0 e as novas fronteiras do mercado e da profissão, fantástica, gostei muito, eu sabia por alto o que era Web 2.0, e vi que muitas possibilidades virão, o mercado estar aberto.

Uma das coisa que lembro que Michel falou foi sobre interface, hoje, voltado para sites, só que crescendo e muito a demanda para aplicações móveis, celular, palms, etc. No final algumas dicas e duas delas achei fantásticas as suas observações. Nunca deixe de estudar a teoria, pois hoje você tem 21 anos e faz trabalhos fantásticos e já ganha uma grana, não estuda e tenta seguir a carreira ao seu modo, só que amanhã você terá 25 anos e se não tiver embasamento para coordenar uma equipe por exemplo, você estará condenado a perder mercado, ou até mesmo ser “esquecido”, pois os meninos de 21 creceram, e o ciclo continua.

Outra dica bacana foi sobre quem está iniciando um negócio, pois, antes de iniciar e querer montar uma empresa logo de cara, tente errar com o dinheiro dos outros primeiro, ou seja, procure uma empresa, oportunidade não remunerada, pois assim, numa empresa grande, você terá como adquirir experiência com clientes grandes e situações diversas.

No início da tarde, houve uma palestra de Diego Rydz da Setweb sobre Gerenciamento de projetos web. Não vou comentar, passei 10min e sair da sala, imaginem porque.

André Matarazzo

Logo depois a palestra mais esperada do dia, André Matarazzo da agência Gringo.nu, com o tema: O valor da originalidade no design da web. Sabe aqueles sites fantásticos, com aplicações interativas que só se vê na europa e EUA, com aplicações 3D, e muita originalidade e criatividade, pois é, a palestra foi isso tudo com o Mister “M” por trás para mostrar tudo como a mágica era feita. Um menino que se jogou na vida com a cara e a coragem e hoje é um dos designers mais bem sucedidos que já vi, lição de vida.

Pois é pessoal, essa semana vou absorver o que vi hoje e aprimorar o meu dia a dia. Até mais.