O vídeo abaixo mostra, de uma forma divertida, uma animação que conta como foi a invasão do exército americano na mansão que culminou na morte de Osama Bin Laden.

Veja o vídeo:

Um dos mais comentados empreendimentos de Salvador é o Diamond Alto do Itaigara, empreendimento de alto padrão, são apartamentos de 4/4 com 151 ou 183m² de área privativa.

Perspectiva da fachada do Diamond Alto do Itaigara, apartamentos de 4/4 com 151 ou 183m² de área privativa

Perspectiva da fachada do Diamond Alto do Itaigara, apartamentos de 4/4 com 151 ou 183m² de área privativa

O empreendimento conta com 29 pavimentos e 2 apartamentos por andar. Os apartamentos variam de tamanho, a partir de 152m² com 2 ou 3 vagas de garagem ou de 183m² com 3 vagas de garagem. Além disso, os apartamentos contam com depósito na garagem e ampla “Varanda Promenade” além de 50 itens de lazer!

Agora, o valor não é para qualquer um, tem que ter bala na agulha.

Quer saber mais sobre o Diamond Alto do Itaigara, acesse:

http://lrvimoveis.com.br/e/diamond-alto-do-itaigara

2010 fica marcado como a minha primeira vez em muitos momentos. Ser pai pela primeira vez é algo indescritível que só quem é pai vai pode saber. Nasceu as 21h do dia 21/06/2010 com exatos 3.740kg a minha princesinha Lorena. Lorena veio ao mundo em um ano muito especial, ano que comprei meu primeiro apartamento, ano que, pela primeira vez, não pago parcela de prestação de carro, é velho, mas tá pago, graças a deus, rs… São muitos momentos que passei este ano, mas nada comparável ao nascimento de minha filha.

Não poderia deixar de citar a mulher da minha vida, minha esposa, Adriana. Ela me proporcionou este momento mágico de ser pai, além de ser uma esposa atenciosa e carinhosa.

Adriana, Lorena e eu.

Adriana, Lorena e eu.

Este ano me afastei do blog devido a dedicação total a minha família, em 2011, pretendo escrever mais as minhas idéias e postar assuntos relevantes.

Feliz 2011.

Diferentemente da marca da copa do mundo de 2014, a marca das olimpíadas do rio de janeiro em 2016 houve disputa. Foram 139 agências de publicidade de todo o Brasil, e claro, o resultado foi satisfatório, eu diria espetacular, a marca é linda. Veja abaixo:

Nova marca das olimpíadas do Rio de Janeiro.

Nova marca das olimpíadas do Rio de Janeiro.

Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional

– A marca é muito estética , inovadora e criativa. É possivel ver várias coisas nela: rio, montanha, sol, Copacabana. O que mais me impressiona é que é um desenho leve, que parece flutuar na água.

Em nota oficial, o Comitê explicou o conceito da marca, que representa pessoas de mãos dadas num formato que lembra o Pão de Açúcar, cartão postal do Rio:

– Ela traduz com inspiração o espírito olímpico e seus atletas, o Rio e os cariocas, sua natureza, sentimentos e aspirações. Sabe que são as pessoas que tornam o Rio de Janeiro uma cidade única e fazem dos Jogos Olímpicos um acontecimento realmente grandioso. Por isso, é uma marca essencialmente humana – explicou, em nota oficial, o Comitê Organizador.

O processo de escolha durou nove meses, e 139 agências de publicidade se inscreveram – todas brasileiras. Uma comissão julgadora de 12 pessoas selecionou oito agências finalistas: quatro do Rio, duas de São Paulo e duas de Curitiba. A vencedora foi a carioca Tátil, com 20 anos de experiência no mercado e uma equipe de 105 funcionários.

Os integrantes da comissão julgadora são Carlos Nuzman, Leonardo Gryner (Diretor Geral do Comitê Organizador), Beth Lula (Gerente de Marcas), Ricardo Cota (Subsecretário estadual de Comunicação Social), Marcela Muller (Coordenadora de Comunicação Social da Prefeitura), Jeanine Pires (Assistente do Ministério do Esporte), e os especialistas Michael Payne, Brad Copeland, Theodora Mantzaris, Scott Givens e Roberto Fernandez.

A imagem passou os últimos dias guardada em uma sala a portas fechadas. O acesso ao local era permitido a apenas 11 pessoas, que precisaram passar pela leitura da impressão digital. Quem podia entrar tinha de assinar um contrato de confidencialidade, e dentro da sala não era permitido o uso de internet ou aparelhos que registrem imagens. Tudo para guardar o segredo até o último momento.

Explicação da Tátil:

Paixão e Transformação
DESAFIO

O PROJETO DOS SONHOS

Imagine uma marca que já nasceu com um enorme desafio: representar a Paixão e a Transformação de uma cidade e de um país inteiro e projetá–las para o mundo.

Uma marca que precisava expressar união.

Inspirar superação e otimismo.

Fugir dos clichês e ser, ao mesmo tempo, uma síntese que traduzisse o Rio de Janeiro como o endereço do maior evento esportivo do planeta em todos os lugares – entre cariocas, atletas e gente do mundo todo.

Um projeto tão importante e desejado que conseguiu reunir 138 escritórios brasileiros de design e branding em torno do mesmo sonho: desenhar a marca que entraria para a história da nossa cidade e para a história dos Jogos Olímpicos.

Começava assim o projeto que deu à Tátil a alegria e o orgulho de criar a marca dos Jogos Olímpicos.

PROCESSO

INVESTIGAÇÃO, BRAINSTORMS, COCRIAÇÃO.

O JEITO TÁTIL DE CONSTRUIR MARCAS

Usando o design e o branding como ferramentas poderosas, a Tátil desenha ideias que conectam pessoas e marcas de uma maneira sustentável e geram experiências memoráveis.

Acredita que, para manter relações sustentáveis com seus públicos, as marcas terão que assumir responsabilidades, contribuindo para a transformação do cenário em que vivemos hoje.

Mais do que o design, mais do que a forma, cada marca precisa ter uma alma e um propósito.

De um jeito coletivo, múltiplo, cocriativo, combinando inovação com aprofundamento, o que buscamos de verdade é revelar o propósito por trás de cada marca.

Uma visão de futuro, refletida num conjunto de diretrizes e práticas diárias, a partir da qual a marca pode fortalecer sua presença na vida das pessoas e seu compromisso efetivo com a transformação do presente, gerando valor para todos.

Etapas de Criação

Etapas de Criação

O PROCESSO CRIATIVO

Foi esse pensamento que nos guiou ao longo de todo o processo criativo.

Reunimos uma equipe multidisciplinar no Rio e em São Paulo.

Investigamos o universo da marca e suas edições anteriores, outras competições e eventos internacionais.

Fomos entender as estruturas latentes por trás de Paixão, Transformação e Carioca.

Criamos planetas Rio 2016 e polinizamos cada um deles com muitas referências, conceitos, tendências, artigos.

Fizemos brainstormings para descobrir sua essência, seu propósito e como criar expressões e experiências relevantes.

Mais de 40 pessoas participaram do processo, entre estrategistas, designers e redatores.

As melhores referências eram trocadas e trabalhadas de forma coletiva.

A marca final foi a mais cocriativa.

SOLUÇÃO

PAIXÃO E TRANSFORMAÇÃO

Consolidamos esses aprendizados e escolhemos como inspiração uma ideia simples e ao mesmo tempo poderosa: o que torna a nossa cidade única e faz dos Jogos Olímpicos um acontecimento realmente grandioso são as pessoas, sua natureza, seus sentimentos e aspirações.

Por isso, criamos uma marca que é essencialmente humana.

Nascemos de uma mistura de povos. Acolhemos, com um abraço, todas as raças, credos, idades. Compartilhamos, de forma democrática, nosso céu, nosso mar, nossa gente feliz.

Esse calor humano, que faz parte da natureza do carioca e do próprio espírito olímpico, é moldado pela natureza exuberante de uma cidade que nos inspira a viver com paixão e leveza, a gostar de conviver e compartilhar.

A atmosfera da nossa paisagem se reflete na marca e na sua paleta de cores. O amarelo é feito do sol e da nossa essência calorosa, viva, alegre. O azul tem a fluidez da água que nos cerca e do nosso jeito descontraído de levar a vida. O verde traz nossas florestas e a nossa esperança, a visão sempre positiva e otimista que nos permite ir mais longe.

Juntos, diferentes países, atletas e povos se abraçam num movimento individual e coletivo que, num segundo olhar, revela um dos nossos cartões postais. Um Pão de Açúcar vibrante, que balança num gingado feito de alegria, união, celebração e amizade.

Essa forma sai do papel e ganha uma perspectiva tridimensional, com volumes, recortes. Relevos que desenham na nossa imaginação a topografia da cidade. Uma marca–escultura, infinita, que ganha texturas, vira forma, objeto. Uma marca lúdica, feita para ser experimentada.

O logotipo expressivo, gestual, com as letras interligadas de forma fluida, reforça o desejo de união e a essência humana e acolhedora da marca, traduzindo a simpatia carioca. O desenho tipográfico exclusivo combina excelência e leveza, inspiração e atenção aos detalhes de modo único e proprietário.

Inspirada pela natureza do Rio, dos atletas e das pessoas, a marca Rio 2016 dos Jogos Olímpicos convoca à união, acende a vontade e o desejo de fazer juntos, de compartilhar saberes e talentos, de somar nossas forças e nossas aspirações para viver, realizar e transformar o presente e o futuro a partir de uma visão sustentável.

É uma marca que transborda união, transformação, paixão e energia. É uma grande rede coletiva em movimento, um convite e uma inspiração para o Rio e para o mundo.

Conheça as logomarcas de todas as edições das Olimpíadas desde 1896

De Atenas-1896 a Londres-2012, os cartazes e as logomarcas dos Jogos Olímpicos (Foto: Reprodução)

De Atenas-1896 a Londres-2012, os cartazes e as logomarcas dos Jogos Olímpicos (Foto: Reprodução)

A evolução da comunicação visual é notável nas logomarcas dos Jogos. De Atenas-1896 a Antuérpia-1920, havia apenas cartazes para representar a competição, sempre com identidades visuais ligadas à época e às cidades-sedes. A primeira edição com uma logomarca de fato foi a de Paris-1924. Quatro anos depois, em Amsterdã, não houve logo, mas a tradição ganhou força em 1932 (Los Angeles) e, de lá para cá, marcou presença em todas as edições.

Quem estampou os aros olímpicos na logo pela primeira vez foi Los Angeles, em 1932 – todos os outros fizeram o mesmo, com exceção de Munique-1972. Simples ou complexas, algumas marcas entraram para a história, como a de Tóquio-1964, com o símbolo do país, e a do México em 1968, com linhas paralelas que ficaram famosas.

Los Angeles, que já tinha feito história em 1932, voltou a inovar em 1984, quando integrou logomarca, mascote, cores e conceitos numa concepção visual que se espalhou por toda a cidade. Agora é a vez do Rio. Nos próximos seis anos, a marca lançada nesta sexta em Copacabana vai ficar no imaginário não só do carioca, mas dos amantes do esporte em todo o planeta.

Desenvolvido pela Loup BRasil, o Perc Pan – Panorama Percussivo Mundial, está de cara nova, novo sistema, nova interface e em breve toda a história do evento catalogada em edições.

Perc Pan 2010 - 17º Panorama Percussivo Mundial

Perc Pan 2010 - 17º Panorama Percussivo Mundial

Reconhecido internacionalmente como um dos principais e mais conceituados festivais de música percussiva do mundo, o Perc Pan – Panorama Percussivo Mundial chega este ano a sua 17ª edição com um ar de renovação e a intenção de abraçar muitas vertentes – o consagrado e o experimental, o clássico e o popular, a música feita por homens e por mulheres, a música para dançar e para ouvir, a Europa, África e América.

A Loup implementou no portal um novo conceito para divulgação de eventos. Antes, as empresas criavam hotsites para o evento, e logo depois era descartado, no outro ano iniciava tudo novamente, do zero, criação do site, indexação no google, etc. A proposta deste novo modelo consiste em guardar este histórico de forma inteligente.

A navegação é intuitiva, separada por edição, ano e cidade. Cada cidade tem a sua programação, os seus patrocinadores, as suas atrações, mas os artistas podem se repetir em outra cidade e ao longo dos anos.

Na cidade pode haver mais de um lugar para shows e workshop, os preços são diferentes em cada praça. Achamos um formato que se adequa da melhor forma possível essa estrutura e facilite a informação para o internauta.

No próximo ano, o investimento deixa de ser para a criação de um novo hotsite e passa a ser de aplicações mobile.

Confira o novo site produzido pela Loup: percpan.com.